Enfarte.com

Informações sobre o enfarte, conhecido popularmente como ataque cardíaco.

Get it on Google Play

Acompanhamento pelo médico assistente

O médico assistente indicará os controlos periódicos do paciente no seu consultório, coordenará a sua actuação com a do cardio­logista e levará a cabo a prevenção primária e o diagnóstico precoce da doença coronária.

Os avanços experimentados pela medicina nos últimos tempos impossibilitam o facto de haver médicos conhecendo a fundo todos os ramos da medicina ao mesmo tempo. Con­sequentemente, apareceram as especialidades e a função do médico de clínica geral é a de remeter o paciente ao especialista indicado quando aparecer alguma doença escapando à sua competência profissional. Portanto, actualmente, todo o médico assistente deverá poder contar com o auxílio de um centro cardiológico para o controlo correcto dos seus pacientes.

Quando o doente tem alta do centro onde foi atendido, deve saber qual a data da sua próxima visita ao cardiologista e, no caso de sofrer alguma crise neste prazo de tempo, deve recorrer ao seu médico assistente, que decidirá se é necessário voltar ao cardiologista antes do estipulado previamente. Em princípio, é correcto efectuar revisões cardiológicas completas nas 4, 12 e 26 semanas do enfarte, além dos controlos estipulados no programa de reabilitação cardíaca.

As revisões cardiológicas completas e o acompanhamento do programa de reabilitação permitirão ao médico assistente vigiar a evolução da doença mediante processos diagnósticos de uso comum em toda a consulta médica. As visitas ao médico assistente deveriam levar-se a cabo mensalmente após a alta hospitalar e semestralmente após os primeiros 6 meses. Uma das obrigações mais notórias do médico assistente é a prevenção primária que consiste em tratar os factores de risco da doença coronária e detectar precocemente a doença nos seus pacientes. Isso permitirá por um lado a diminuição da frequência do aparecimento de doença na população e por outro a diminuição da mortalidade e das complicações nos doentes.


Baixe nosso aplicativo no Google Play:

Get it on Google Play