Enfarte.com

Informações sobre o enfarte, conhecido popularmente como ataque cardíaco.

Get it on Google Play

Tratamento cirúrgico

Tratamento cirúrgico do Enfarte

Na figura o by-pass é uma «ponte» evitando o obstáculo..

Há uma série de complicações podendo aparecer durante a fase aguda de produção do enfarte e que têm de se operar de urgência em muitas ocasiões. São estas a rotura do mio­cárdio, arotura da parte da válvulamitral (mús­culo papilar ou corda tendinosa) e rotura do tabique interventricular separando os dois ven­trículos.

Consequentemente ao repouso na cama, formam-se às vezes coágulos de sangue nas pernas que viajam até aos pulmões, provo­cando uma embolia pulmonar.

Finalmente, torna-se necessário saber que em fases tardias do enfarte o ventrículo esquerdo pode dilatar-se na zona de necrose dando lugar a um aneurisma. Esta complicação por vezes deve ser operada.

Quando se apresenta dor sugestiva de angina de peito após um enfarte de miocárdio, há suspeitas de existir perigo de novo enfarte. Para prevenir esta eventualidade, dispomos actualmente de duas técnicas: a cirurgia de by-pass aortocoronária e a angioplastia coro­nária, seguidamente explicados.

Estas duas técnicas empregam-se também no tratamento da angina de peito estável, assim como na instável, para evitar a produção de um enfarte de miocárdio. Os resultados são muito esperançosos, abrindo novas possibilidades no tratamento a médio e longo prazo da doença coronária.


Baixe nosso aplicativo no Google Play:

Get it on Google Play